Escolha uma Página

Hoje em dia, com ajuda de muitos programas de gravação, é bem mais fácil do que nunca gravar a sua própria música sem sair do seu quarto. No entanto, só porque estas ferramentas de alta qualidade estão disponíveis, isso não significa que todos nós sabemos como usá-las bem.

Como a maioria dos estúdios de gravação em casa não têm muitos recursos, sem falar no espaço, para abrigar as centenas de diferentes instrumentos que todos nós desejamos ter, aproveitar os instrumentos virtuais de forma eficaz e eficiente para expandir a sua gravação em casa pode ser uma boa saída. E é sobre eles que vamos falar no post de hoje. Então, acompanhe-nos agora e não se esqueça de comentar!

O Flávio Luiz deixou a seguinte dúvida através dos comentários do YouTube:

Olá Marcio! É viável produzir um CD de modo geral (gravação, arranjos, mixagem, etc) utilizando apenas instrumentos virtuais, ou deve-se gravar com instrumentos reais e mesclar com os virtuais? Desculpe-me pela pergunta, mas é que sou “criança” na produção musical. Abraço!”

Primeiramente, não precisa pedir desculpa Flávio, pois sua pergunta foi inteligente e tenho certeza que muitas outras pessoas que estão começando também têm essa dúvida.

Aquilo que você vai produzir, se será tudo virtual ou uma mistura, vai depender muito do estilo e de muitas outras coisas. E se você está começando, é importante entender algumas coisas. Então, vamos as dicas:

Instrumentos compatíveis

Digamos que você quer montar uma música e quer fazer uma junção de acústico com instrumentos virtuais. O que realmente importa é que os instrumentos estejam compatíveis uns com os outros para resultar em algo de qualidade.

Por exemplo, você pega uma bateria virtual de altíssima qualidade, com acústica perfeita. E logo em seguida decide que vai gravar um baixo que não tem muito qualidade. O resultado disso será uma coisa amadora, pois os sons não vão bater, já que a bateria estará em um nível mais alto de qualidade do que o baixo. Portanto, você pode até misturar os dois, desde que todos os instrumentos estejam nivelados na mesma qualidade sonora.

Conheça o verdadeiro instrumento

“Tudo começa pensando como um jogador”, diz Ronen Landa, um compositor que teve sua música tocada no Discovery Channel, Animal Planet e MTV. Se a sua trombeta virtual não “respira” como uma trombeta real, ela irá tocar dentro das suas limitações e isso não permitirá que você crie uma representação mais realista. Portanto, é superimportante conhecer o seu instrumento, a fim de produzir sons realistas.

Na gravação

Outra dica que posso dar é para ter cuidado com a gravação. Se você não tem um tratamento acústico na sua sala de gravação, tente improvisar para não pegar a ambiência da sala, pois depois da gravação, não será possível tratar isso.

Conclusão

Então é isso! Espero que você tenha gostado da aula de hoje e que todas as suas dúvidas foram sanadas. E lembre-se: gravar apenas com instrumentos virtuais ou fazer uma mistura de virtuais com acústico vai depender daquilo que você quer produzir. E se ainda resta alguma dúvida, não se esqueça de deixar seu comentário logo abaixo.

E se você está começando agora, quer aprender da forma correta e com material de qualidade, eu tenho uma oportunidade especial para você. O Curso Home Studio Express está disponível por apenas 7 reais. Isso mesmo, SETE REAIS! Então, se você quer aprender com nosso material, basta acessar a página do curso clicando aqui.

Compartilhe!